TESTE BANNER

.

EMPRESAS

Tradutor

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

5º dia do Projeto "Um Canto no Botânico" com Chovendo na Roseira

Neste domingo, 10/11, o grupo Chovendo na Roseira de Jaú - SP se apresentou em mais um dia do Projeto "Um Canto no Botânico" 2019, trazendo vários sucessos do choro e samba.

Confiram abaixo alguns registros dos melhores momentos do show.










                                          

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Um Canto no Botânico 2019: domingo tem apresentação do grupo "Chovendo na Roseira"


Neste domingo dia 10/11 o projeto "Um Canto no Botânico 2019" apresenta mais um show. Desta vez será com o grupo de Jaú "Chovendo na Roseira".

A apresentação será às 10h na Praça dos Bambus do Jardim Botânico. Entrada gratuita. Não percam, a temporada 2019 já está acabando. Se ainda não conhece o projeto “Um Canto no Botânico” não perca a oportunidade. 

O Grupo de Choro e Samba “Chovendo na Roseira” surgiu em uma tarde quando os amigos Paulo Zen (clarineta e flauta), Luciano César Luzetti (violão), Beto Gaiato (cavaquinho) e Paulo Dadamos (percussão) se encontraram para bater um papo musical e relembrar algumas canções. Nesta mesma tarde, no quintal da casa onde se reuniram chovia sobre a roseira do jardim, inspirando a criação do grupo. Os músicos vêm se apresentando em casas noturnas, shoppings e eventos, fazendo música de qualidade com muito alegria e improvisação. Eles se dedicam ao resgate e valorização da música brasileira como o choro, ou chorinho, samba e valsa.



Os Músicos

Paulo Zen (Clarineta/Flauta): Estudou Clarineta com o Professor e Maestro Danilo Fornalé e  aperfeiçoou seus estudos na Unicamp (Universidade de Campinas), onde teve aulas com mestres como Cyro Pereira e Eduardo Gramani. Tocou em banda de coreto, orquestra de baile e inúmeras formações instrumentais e vocais. Trabalha na área de música para casamento há mais de trinta anos e tem o choro e o samba como inspiração.
Luciano Cesar Luzetti (violão sete cordas): Iniciou seus estudos no violão com o Professor Luciano Gobbi. Ainda aos 13 anos de idade ingressou no Conjunto de Serestas “Os Menestreis” de Jaú/SP, onde teve um enorme aprendizado. Cursou violão Clássico com o Professor Manoel Sabatino. No Projeto Guri, teve contato com a Guitarra. Hoje tem  o violão de sete cordas como seu  principal instrumento. Formado em Educação Musical pela Universidade do Sagrado Coração de Bauru/SP. Atua como Professor de Música na Escola Municipal de Águas de São Pedro/SP.
Elton Santos - Nenê (Cavaquinho): Iniciou seus estudos no cavaco como autodidata em 2002. Em 2011 fez aulas com o mestre Cleber Rangel (Carrapicho). Foi integrante de vários grupos de samba na cidade de Jaú/SP. Fez aberturas de shows de vários artistas consagrados da MPB.
Paulo Roberto Dadamos (Percussão): iniciou a carreira como baterista, tendo aulas com o Professor Antonio Galdino Grillo (Nino). Nos anos 90 ingressou no Conservatório de Tatuí/SP no curso de MPB/JAZZ. Realizou trabalho de pesquisa de ritmos latinos em Havana (Cuba) e Cartagena (Colômbia). É orientador do Grupo de Percussão “Zi Brasil” e músico da Orquestra “Da Silva Samba”.


O Jardim Botânico Municipal de Bauru localiza-se na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, km 232, Bairro Tangarás. A entrada ocorre pelo estacionamento do Zoológico Municipal de Bauru.

O projeto Um Canto no Botânico 2019 é uma realização do Jardim Botânico Municipal de Bauru e recebe o patrocínio das empresas Amigas da Natureza do Jardim Botânico Municipal de Bauru: Baterias Route; Baterias Tudor; Bauru Painéis; Bauru Outdoor; Compac; Copical Tintas; Escola Guedes de Azevedo; Escola Criarte; Lwart; Omnigráfica; Pharmacis Farmácia de Manipulação; Cerâmica Costa Lopes; Servimed; Stockmat Representações; Clínica Vigus; Unimed Bauru; Sobra Fértil; Agnaldo Disarz Cirurgia Plástica; Constel Telecom; Thermic; Lions Clube Bela Vista; Ecoart; Jaguacy Avocados Brasil; Praça Brasil Salgados; Primo Seguros; Tilibra; Viverde; Empório Dona Thereza; EPIs Online; Cidade Outdoor; Musa; e Agrosolo. O projeto também conta com o apoio da empresa Octograff.


segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Projeto Integração 2019: Visita ao Parque Ecológico Imigrantes

No dia 31 de outubro, realizamos mais uma visita técnica com os funcionários do Jardim Botânico Municipal de Bauru, como parte do Projeto Integração. 

O projeto Integração ocorre desde 2015 e tem como objetivo promover cursos, palestras e visitas técnicas aos funcionários do Jardim Botânico. Como parte do projeto já visitamos: Jardim Botânico de São Paulo (2015); Jardim Botânico Plantarum (2016); Estação Ecológica de Caetetus (2017); e Reserva da Duratex (2018). O intuito das visitas é realizar uma viagem de integração entre nossos colaboradores, além de aprimorar e adquirir novos conhecimentos.

Desta vez, em 2019, a visita foi no Parque Ecológico Imigrantes. Realizamos a caminhada por algumas das trilhas do parque, como a trilha suspensa, a dos macacos, das samambaias e a trilha sensorial, com o monitoramento dos guias do Parque Cleide e Davi.


O Parque Ecológico Imigrantes (PEI) é uma realização da Fundação Kunito Miyasaka e tem como principal objetivo preservar e educar por meio do conceito de desenvolvimento sustentável e da filosofia japonesa. O PEI foi pensado, projetado e construído respeitando os princípios socioambientais, nos quais a inclusão social está intimamente relacionada à conservação do meio ambiente.


Localizado no chamado Coração da Mata Atlântica, próximo a cidade de São Bernardo do Campo, o parque tem uma área de 484 mil m² de mata preservada, dedicada a ampliar a compreensão do meio ambiente e sua importância por parte da sociedade. Com projetos educativos e transformadores para promover uma nova maneira de se relacionar com a natureza. O Parque Ecológico Imigrantes assume um papel estratégico e importante no sentido de preservar e fornecer informações sobre este bioma tão relevante.

Para saber mais sobre o Parque, acesse o site https://www.parqueecologicoimigrantes.org.br/

Vejam alguns registros da visita!