TESTE BANNER

.

EMPRESAS

Tradutor

domingo, 29 de julho de 2018

Termina o XIII Curso de Férias: MINHAS FÉRIAS NO JARDIM BOTÂNICO

É com muita alegria que encerramos o 13º Curso de Férias: MINHAS FÉRIAS NO JARDIM BOTÂNICO. A Edição de Julho de 2018 contou com a participação de 40 crianças, divididas em duas turmas. O curso para a turma A ocorreu de 17 a 20 de julho e para a turma B ocorreu de 24 a 27 de julho.

Neste ano, além das tradicionais brincadeiras e gincanas pelo Jardim Botânico, preparamos uma programação especial que envolveu a divulgação da campanha educativa: EU CURTO SAGUI, ELE LÁ EU AQUI. Tivemos um dia especial para ensinarmos às crianças a importância de não alimentar e não ter contato com os saguis.

Neste dia a equipe de Educação Ambiental realizou um teatro envolvendo a temática e depois disso tivemos uma palestra explicativa sobre o assunto. Ao final as crianças fizeram máscaras de saguis para levarem de presente. O fato mais interessante ocorreu quando as crianças tiveram a ideia de ensinar sobre a campanha para os visitantes que estavam fazendo piquenique no Jardim Botânico.

O curso de férias acontece nos meses de janeiro e julho e é destinado à crianças de 8 a 10 anos. As inscrições são realizadas nos meses de junho e dezembro sendo concluída mediante sorteio de vagas. Para maiores informações acompanhe nosso site e facebook ou ligue para 3281-3358.

Acompanhem o teatro e os melhores momentos do curso. As fotos dos cursos estão em nosso álbum no facebook: Jardim Botânico Municipal de Bauru.















quinta-feira, 19 de julho de 2018

Jardim Botânico amplia sistema de monitoramento por câmeras

Neste mês de julho o Jardim Botânico aumentou sua capacidade de monitoramento da área de visitação pública por câmeras de vigilância

A primeira fase do sistema de vigilância foi implantada no interior e exterior dos prédios das coleções de plantas vivas (orquídeas, bromélias e samambaias).

Nesta segunda fase, com a ampliação do sistema, conseguimos monitorar a área externa de visitação que inclui: entrada, estacionamento, área de piqueniques e jardim medicinal sensorial, interior e exterior do centro de visitação.

As câmeras permitem aos funcionários do Jardim Botânico monitorarem a área de visitação do local, proporcionando segurança aos visitantes, às coleções do Jardim Botânico e outros espaços de visitação. 

A ampliação do sistema pode também permitir a observação de comportamentos inadequados na área de visitação pública.  

O sistema de monitoramento do Jardim Botânico foi adquirido pela Prefeitura Municipal de Bauru, por meio de licitação pública.









sexta-feira, 13 de julho de 2018

TV Interativa do Jardim Botânico: uma maneira divertida de aprender

A TV Interativa está localizada no Centro de Visitação do Jardim Botânico Municipal de Bauru (JBMB). Foi adquirida em dezembro de 2016 para a inauguração do novo Centro de Visitação. É uma ferramenta muito interessante para os visitantes do Jardim Botânico e Equipe de Educação Ambiental. Através dela as pessoas podem ter contato com várias informações sobre o Jardim Botânico e assuntos relacionados ao meio ambiente. É possível explorar textos, imagens, áudios e vídeos. Divirta-se!




A TV possui vários menus que permitem aos visitantes acesso a muitas informações, como: o que é um Jardim Botânico?; História dos Jardins Botânico; Mapa do JBMB; Regras de Visitação; e mídias.

Veja uma explicação mais detalhada, realizada pelos monitores da Educação Ambiental, sobre a TV Digital e seu conteúdo:





Quando vier ao Jardim Botânico não deixe de conhecer o Centro de Visitação e nossa TV Digital. O Centro de Visitação fica aberto todos os dias das 8h às 16h. A TV fica ligada durante todo o período de funcionamento do Centro.



.



.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Pesquisa sobre vitória-régia é publicada na Revista Rodriguésia

O Jardim Botânico Municipal de Bauru teve um trabalho publicado, em forma de nota científica, na revista Rodriguesia do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O trabalho intitulado: Polinização de Victoria amazonica (Nymphaeaceae) por besouros em condições ex situ no Jardim Botânico Municipal de Bauru/SP” foi de autoria de Viviane Camila de Oliveira, Bióloga responsável pela seção de coleções vegetais e herbário do Jardim Botânico e Luiz Carlos de Almeida Neto, diretor do Jardim Botânico.
O objetivo desta pesquisa foi analisar a fauna de insetos que visitam as flores de V. amazônica, que estão conservadas na coleção de plantas aquáticas do Jardim Botânico Municipal de Bauru e avaliar a eficiência destes como polinizadores.
De acordo com o trabalho, existem poucos estudos sobre a reprodução e manejo desta espécie em locais ex situ (ambientes construídos como jardins e viveiros), assim este trabalho pretende contribuir para o aprimoramento destes estudos.
O estudo concluiu que besouros da família Scarabaeidae atuam como polinizadores efetivos, pois as flores que apresentavam estes animais em seu interior produziram um grande número de sementes por fruto e elevada taxa de germinação. Os besouros identificados foram da espécie Cyclocephala epistomalis, que se apresentavam presos dentro da câmara floral, sendo este o seu primeiro registro no estado de São Paulo.


Interior da câmara floral de V. amazonica com o besouro da espécie Cyclocephala epistomalis
Fruto de V. amazonica desenvolvido


Aspecto da flor durante a noite.


     Para ter acesso a Nota Científica clique no link a seguir: Polinização de Victoria amazonica (Nymphaeaceae) por besouros em condições ex situ no Jardim Botânico Municipal de Bauru/SP”

Bióloga Viviane próxima à uma flor de vitória-régia
Desta forma, o Jardim Botânico Municipal de Bauru cumpre um importante papel na produção de conhecimento científico voltado à conservação das plantas.

SOBRE A REVISTA RODRIGUESIA

Rodriguesia – Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro é uma publicação trimestral do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a qual foi criada em 1935. A Revista publica artigos científicos originais, de revisão, de opinião e notas científicas em diversas áreas da Biologia Vegetal (taxonomia, sistemática e evolução, fisiologia, fitoquímica, ultraestrutura, citologia, anatomia, palinologia, desenvolvimento, genética, biologia reprodutiva, ecologia, etnobotânica e fitogeografia), bem como em História da Botânica e atividades ligadas a Jardins Botânicos.