TESTE BANNER

.

Tradutor

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

BELAS E MISTERIOSAS: ALGUMAS CURIOSIDADES E DICAS SOBRE ORQUÍDEAS


Além de belas, as orquídeas são flores repletas de mistérios e segredos, principalmente em relação ao seu cultivo, as características de cada espécie. De fato as orquídeas têm particularidades, cuidados específicos, além de serem muito variadas. Mas é preciso cautela: nem tudo que se lê por aí é verdade. Fizemos uma pequena lista de dicas de cultivo destas plantas maravilhosas, que você pode conferir abaixo.


1) Orquídeas são parasitas. Mentira!

A maioria das orquídeas são epífitas, ou seja, vivem sob o tronco de árvores ou arbustos. Mas não são parasitas, pelo contrário, vivem em perfeita harmonia utilizando-as apenas como suporte. Suas raízes são capazes de retirar a água e os nutrientes de que necessitam do ambiente que as cercam.

2) Todas as orquídeas vivem em troncos de árvores? Nem todas!

Evolutivamente as orquídeas adaptaram-se a ambientes muito variados. De fato a maioria das espécies de orquídeas são epífitas, ou seja, vivem sob o tronco de árvores ou arbustos, mas também há orquídeas que vivem no solo (terrícolas) ou sob rochas (rupícolas).
No cultivo, para não errar é necessário buscar conhecimento sobre a espécie cultivada e o seu hábito (como a espécie ocorre preferencialmente em seu ambiente natural). Muitas preferem troncos de árvores, mas é possível cultivar com sucesso em vasos.


3) Orquídeas precisam de muita água? Depende...

Se a orquídea estiver num vaso, o ideal é observar antes de regar: coloque os dedos no substrato, se estiver seco, regue! Nada de falta ou excesso de água. Cuidado, o excesso de água, principalmente na região das raízes de plantas cultivadas em vasos é prejudicial e pode causar o apodrecimento delas.
A quantidade de rega dependerá de vários fatores, tais como o tipo de substrato, se a planta está num vaso ou outro tipo de suporte, do ambiente em que está alocada, das condições ambientais.


4) Existe orquídea azul? Não!

A coloração azul é rara no reino vegetal, sendo assim, não existe orquídea com flores naturalmente azuis. Algumas espécies de orquídeas, como as Vandas, podem ter flores com coloração púrpura bem próxima do azul. Mas a Phalaenopsis, que é a espécie de orquídea que frequentemente encontramos com flores azuis a venda, não produz flores naturalmente azuis.
Existem corantes orgânicos capazes de colorir artificialmente as flores de orquídeas. Mas quando estas plantas florescerem novamente, as flores serão brancas.


5) Todas as orquídeas têm flores coloridas e vistosas? Nem todas!

A maioria das orquídeas exploradas comercialmente têm flores bem grandes, vistosas e das mais variadas cores. No entanto, a família conta com mais de 25 mil espécies e uma enorme variedades de formas, tamanhos e cores de flores.
Existem orquídeas, por exemplo, com flores verdes (quase da cor das folhas), de odor não agradável, de tamanho muito pequeno, formatos bem esquisitos. Estas podem passar desapercebidas ou não serem apreciadas pela maioria das pessoas.


6) Só existe um tipo de orquídea? Nem pensar!

Como já dissemos acima, a família Orchidaceae conta com mais de 25 mil espécies e uma enorme variedades de formas, tamanhos e cores de flores. Elas ocorrem nos mais variados ambientes, com diferentes hábitos, em vários continentes e inúmeros países.






Autora do Texto: Dra. Viviane C. de Oliveira
Bióloga da Seção Coleções Vegetais do Jardim Botânico Municipal de Bauru

Nenhum comentário: