TESTE BANNER

.

EMPRESAS

Tradutor

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

“Um Canto no Botânico” com choro e samba neste domingo

Neste domingo, dia 05/10  teremos mais uma atração do projeto "Um Canto no Botânico", onde o público poderá conferir um trio de instrumentistas, que trarão dois dos mais tradicionais ritmos brasileiros, o choro e o samba.

No violão sete cordas, Leandro Miguel (Borracha); no bandolim e demais instrumentos Renan Bragato e na percussão Anderson Silveira (Gordo).O trio propõe apresentar composições de Ary Barroso, Pixinguinha, Nelson Cavaquinho, Jacob do Bandolim, além de composições próprias de Renan e Leandro.






Os músicos

Renan Bragatto iniciou os estudos ao piano, durante a infância no Conservatório Bauruense de Música, ingressando mais tarde na ULM (atual Emesp), onde estudou durante 2 anos. Em 2002 iniciou-se na música popular brasileira com o choro tocando cavaco e depois começou a se arriscar em vários instrumentos como o bandolim, flauta, acordeom,violão. Participou de festivais com grandes nomes da música brasileira,como Hermeto Pascoal, Yamandu Costa,Paulo Moura ,Altamiro Carrilho,João Bosco e entre outros.

Como compositor/arranjador tem escrito muitas musicas com ritmos afro-brasileiros com uma mistura interessante de regional (formação instrumental de choro) com piano e quarteto de cordas.

 Renan é ex-professor da Escola de choro de São Bernardo do Campo e um dos fundadores do clube do choro de São Bernardo do Campo. Sempre pesquisando com o intuito de mostrar ao povo brasileiro, o que ele considera como “a nossa maravilhosa e rica cultura que em muitos casos é deixada de lado”.Atualmente participa de vários grupos tocando estilos variados de música,como samba ,choro,forró e MPB.

Leandro Miguel, violonista bauruense de 7 cordas, iniciou seus estudos de música com o professor Carmelo Grillo, aos 16 anos de idade. Cursou a Escola Portátil de Música – RJ, e é formado em Educação Musical na Universidade Sagrado Coração (USC). Foi aluno de Paulo Aragão, Caçula e Rogério Caetano. Participa regularmente de oficinas e festivais em Ourinhos, Londrina e Curitiba. Possui trabalhos com Eduardo Johansen (com quem ganhou o prêmio de menção honrosa no Festival Nabor Pires Camargo), com Choro Fino (que já foi premiado no Mapa Cultural Paulista). Participa da Camerata de Violões da USC, coordenada pelo mestre Cláudio Corradi e com o Grupo Quintal do Brás. Como instrumentista já atuou ao lado de grandes compositores, intérpretes e instrumentistas tais como Monarco da Portela, Antonio Rocha, Reinaldo e entre outros.

Anderson Silveira, nascido e criado numa família que tem o samba como uma grande tradição, desde criança mantém contato com o gênero e com a percussão de modo geral. Já participou e participa de vários grupos de samba e atua também em conjuntos de choro com seu pandeiro. Possui trabalhos com Eduardo Johansen (com quem ganhou o prêmio de menção honrosa no Festival Nabor Pires Camargo), com Choro Fino (que já foi premiado no Mapa Cultural Paulista). 

Venha conferir a apresentação e ainda desfrute das belezas do Jardim Botânico.



Nenhum comentário: